quarta-feira, 22 de junho de 2011

Copianço no CEJ . Branqueamento da situação?

A situação de copianço no CEJ não pode passar impune, nem podem ser feitas manobras de branqueamento.
A única solução é dar sem efeito o curso e impedir todos os auditores de serem juízes ou agentes do Ministério Público.
Há a tentação de seguir a velha ordem portuguesa e encetar uma manobra para tudo ficar na mesma.
O copianço revela um carácter menos  ético.
Os portugueses não terão confiança nesses auditores.
Agora a direcção do CEJ parece que quer repetir o exame.
Mas isso  não apaga a propensão demonstrada dos auditores para usarem métodos ilegais, e anti-éticos , de conseguirem  ser magistrado,  mesmo recorrendo a métodos ilegais como é o copianço.
Não é assim que se fazem as coisas.
O CEJ tem de se lembrar que a sua anterior Directora nem foi aceite -  por falta de requisitos - para juiz no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem!
Há uns meses.
Foi recusada pelo Conselho da Europa.
As coisas têm de ser de outra forma resolvidas e dar já o exemplo.
Portugal não será prejudicado pela anulação do curso do CEJ, e dará uma mensagem, inequivoca,  que as coisas têm de ser de outra forma.
Esta é a única medida adequada, até porque há muitos e bons magistrados que não concordam com esta medida do CEJ e se sentem ofendidos.

ADENDA:
Soubemos agora, cerca das 20H40, que a Directora do CEJ se demitiu e a Ministra da Justiça aceitou a demissão.
Aqui: http://diario.iol.pt/sociedade/cej-demissao-copianco-geraldes-justica-magistrados/1262191-4071.html

Boas notícias  porque parece  mostrar um tempo novo, de corte com o passado.

5 comentários:

  1. Acho piada à atribuição de 10 valores a todos os auditores! No máximo seria atribuído 9 valores não??? Essa decisão faz lembrar a "linha" desastrosa do antigo primeiro ministro....

    ResponderEliminar
  2. A questão do copianço no CEJ é uma vergonha, mas vergonha maior é a Srª Drª Ana Luísa Geraldes tentar branquear a situação. Soube agora que a Senhora Directora do CEJ pediu a demissão e a Senhora Ministra aceitou, parabéns Senhora Ministra comece a fazer a limpeza nessa "casa" e impeça que quem já lá esteve na chefia, como Poças, Laborinho, Leandro, Mesquita, Rui do Carmo e outros não voltem.Pede-se Dignidade e que formadores do género do Dr Torres Paulo, Laborinho e outros que tais não sejam aceites.

    ResponderEliminar
  3. http://infamias-karocha.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Um teste copiado dá direito a 10, se alguém que não copiasse tivesse 14, deveria ter 24?
    Teste copiado a este nível e nesta função é ZERO e
    suspensão do direito do repetir durante 3 a 5 anos.
    Alguma vez esses senhores podem vir a julgar alguém? Com o passar do tempo ninguém se lembrará de que julgam através de uma fraude e com uma nota administrativa de 10.
    Mais tarde, quando os casos a julgamento envolverem políticos alguém lhes tocará nas costas e perguntará se sabe como obteve as habilitações.
    Um juiz sério e honesto não pode estar sujeito a qualquer tipo de chantagem!

    ResponderEliminar
  5. É assim mesmo Dra. Paula Teixeira da Cruz.
    Toca a fazer limpeza no balneário. Vamos lá mudar quem está a liderar, e mal, estes peloros. É preciso dar credebilidade á justiça. O povo precisa de acreditar que este pode é independnete da politica. A seguir devia ir á vida o PGR.
    O Transmontano

    ResponderEliminar